Finanças

O Potencial de Crescimento dos Investimentos Anjo no Brasil

No Brasil, o montante de investimento anjo realizado poderia ser muito maior do que o atual. Segundo Cassio Spina, fundador da Anjos do Brasil, entidade que apoia o empreendedorismo de inovação, a pesquisa realizada pela organização computou R$ 984 milhões aplicados em startups brasileiras no ano de 2022. Em comparação com os Estados Unidos, que têm um investimento anjo anual da ordem de US$ 20 bilhões (cerca de R$ 100 bilhões), fica evidente o potencial de crescimento por aqui.

O Papel da Anjos do Brasil

A Anjos do Brasil foi fundada por Cassio Spina em 2011, quando o assunto ainda era desconhecido no país e sequer tinha menções no Google. A organização tem como objetivo ser a ponte entre empreendedores e investidores-anjo, que já possuem uma certa bagagem de mercado, normalmente sendo empresários, executivos ou profissionais liberais. Esses investidores aportam nas empresas não apenas em termos financeiros, mas também agregam valor compartilhando conhecimentos, experiências e redes de relacionamento.

Guest posts

Desde a sua fundação, a Anjos do Brasil intermediou investimentos em 186 startups. A organização conta com 510 membros ativos, divididos em 10 núcleos regionais nas principais cidades do Brasil. Nos primeiros anos, eram realizados de 2 a 3 investimentos por ano. Porém, em 2021, a Anjos do Brasil bateu o recorde de mais de 30 aportes realizados e esse número continua crescendo.

Exemplos de Sucesso

Entre os exemplos de sucesso intermediados pela Anjos do Brasil, podemos citar a Prevision, uma construtech do Sul do país, que foi comprada pelo Grupo Softplan. Outro exemplo é a Manipulae, um marketplace para laboratórios de remédios manipulados, que foi comprada pela Drogasil. Ambas as startups passaram pela Anjos do Brasil em seu ciclo integral, que consiste em construção, aporte e venda.

Desafios dos Investimentos Anjo no Brasil

Apesar do crescimento dos investimentos anjo no Brasil, ainda existem desafios a serem superados. Um dos principais desafios é o desconhecimento sobre essa possibilidade de investimento. Muitos investidores não sabem sequer que isso existe, uma vez que a cultura do investimento ainda é recente no país. Além disso, o contexto econômico do Brasil, com taxas de juros que desestimulam os investidores a apostar na economia real, também é um obstáculo.

Outro ponto importante é a ausência de uma política de estímulo para investimento em startups. A maioria dos países possui regras e programas de estímulo a esse tipo de investimento. Por exemplo, a África do Sul tem um programa em que é possível ter isenção fiscal e compensar o aporte no imposto de renda devido. No Brasil, não existe uma política definida e muitas vezes o investimento em uma startup é tributado como ganho de renda fixa, o que desincentiva os investidores.

A Importância de uma Política de Estímulo

Um estudo da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) recomenda a criação de políticas de estímulo de investimentos para alavancar as economias. No Brasil, a falta de uma política de estímulo e a falta de equiparação tributária são entraves para o crescimento dos investimentos anjo. O investimento em startups pode aumentar a arrecadação, mas é necessário que haja uma política clara e que incentive os investidores.

Recentemente, o senador Carlos Viana apresentou um projeto para permitir que investidores-anjo deduzam do Imposto de Renda o aporte de capital destinado às startups. Essa iniciativa pode ser um passo importante para estimular os investimentos anjo no Brasil e criar um ambiente mais favorável para o crescimento das startups.

Conclusão

O potencial de crescimento dos investimentos anjo no Brasil é enorme. Com o apoio de organizações como a Anjos do Brasil e a implementação de políticas de estímulo, é possível impulsionar ainda mais o empreendedorismo e a inovação no país.

Os investidores-anjo desempenham um papel fundamental nesse processo, oferecendo não apenas recursos financeiros, mas também conhecimentos, experiências e redes de relacionamento que podem alavancar o sucesso das startups. Com um ambiente propício ao investimento, o Brasil tem todas as condições para se tornar um polo de referência no cenário empreendedor.

Qual é a sua reação?

Postagens Relacionadas

1 de 10